Quinta-feira, 4 de Abril de 2013

Abril: Novidades Presença

 

Sinopse: No ano de 1968, Israel esteve por detrás do desaparecimento de 200 toneladas de urânio, material destinado a dotar o Egito da bomba atómica com a ajuda da União Soviética. Contudo nunca se conseguiu determinar como é que um carregamento daquele minério, suficiente para produzir 30 armas nucleares, desapareceu no mar alto sem deixar provas que comprometessem Israel. Follett pegou nesta enigmática ocorrência e criou a partir dela um thriller único, onde um suspense de alta voltagem se combina com factos históricos.

 

 

 

Sinopse: O novo romance de Mark Haddon, A Casa Vermelha é a evocação magistral de uma família problemática que tenta reatar os laços que o tempo foi afrouxando. Richard, recém-casado em segundas núpcias, decide reaproximar-se da irmã, Angela, e convida-a, e à família, a passar uma semana de férias numa casa que alugou junto da fronteira galesa. Mas, quando os oito elementos da família se reúnem na tranquila paisagem de campo, as inquietações, os segredos e as crises latentes em cada um deles irrompem com inesperada violência a superfície da normalidade. Uma abordagem única da vida familiar e das relações humanas.

 

 

 

Sinopse: Com um enredo genial e uma excelente caracterização, Anthony Horowitz criou um novo policial de Sherlock Holmes, captando totalmente o espírito dos livros originais de Sir Arthur Conan Doyle. Holmes regressa com a inteligência, a subtileza e o poder de dedução que fizeram dele o mais famoso detetive de sempre e, com ele, o seu inseparável amigo e biógrafo Watson. Os acontecimentos relatados nestas páginas figuram, segundo Watson, entre os mais sensacionais da carreira de Sherlock Holmes... A Casa da Seda é um livro que se recomenda vivamente aos fãs de Sherlock Holmes e a todos aqueles que apreciam um policial de excelência.

 

 

 

Sinopse: Em 1833, em Lisboa, cinco monges reúnem-se para decidir o destino a dar a uma caixa secreta e à sua chave. Muitos anos depois, uma família ainda as guarda, escondidas do mundo através das gerações. Mas há alguém que entende que é a chegada a hora desse poder lhe pertencer e está decidido a encontra-las e a fazê-las mudar de mãos.

Os protagonistas de Inverno de Sombras são seres mágicos, feiticeiros poderosos sedentos de sangue. Entre guerras e lutas, nasce uma história de amor inesquecível. Difícil será distinguir quem são os bons e os maus nesta trama.

Numa autêntica caça ao tesouro, as peças vão-se movendo como um jogo de xadrez, com momentos em que o tempo para e é preciso suster a respiração.
publicado por Sara às 14:02

link do post | comenta | vê os comentários (1) | adiciona aos favoritos
Sábado, 22 de Janeiro de 2011

Errar é Divino

 

 

Autor: Marie Phillips

Editora: Editorial Presença

Ano de Edição: 2009

Título Original: Gods Behaving Badly

Tradução: Ana Mendes Lopes

ISBN: 978-972-23-4251-3

N.º Pág.: 281

 

 

“Se os deuses são imortais, onde será que vivem e o que será que fazem em pleno século XXI?

A resposta poderá surpreendê-lo. Sim, os deuses do Olimpo estão vivos, mas, como os seus poderes já não são o que eram porque já ninguém os venera, o seu dia-a-dia é muito pouco lisonjeiro. Forçados a coabitar numa casa decrépita em Londres há já vários séculos, vêem-se também obrigados a dedicar-se a ocupações terrivelmente mundanas: Artemisa passeia cães, Dionísio é DJ numa discoteca, Afrodite atende chamadas eróticas e Apolo trabalho como apresentador de televisão. Mas por causa de uma briga entre estes dois últimos, nada vai voltar a ser como dantes. Afrodite pede a Eros que dispare uma das suas setas contra Apolo para se vingar dele… e o caos instala-se. Apolo apaixona-se por uma mera mortal e, quando os dois mundos chocam, as consequências são hilariantes.”

 

Este foi um dos livros que mais me decepcionou em 2010. Antes de o comprar, li o excerto que estava disponível na internet e achei-o muito engraçado, pareceu-me ser um livro com um início original, de leitura simples e a autora dava-lhe ainda um toque de humor que me agradava. Fiquei muito curiosa e mal podia esperar para tê-lo nas mãos!

 

O livro chegou. Parei as minhas leituras para descobrir um grande fiasco. Dá ideia que a autora definiu o início e final do livro e limitou-se a “encher chouriços” no entretanto. Como disse atrás, adorei o início do livro mas logo se transforma numa leitura aborrecida e em busca daquilo que prendeu, inicialmente, a atenção e que despertou curiosidade. As cenas de sexo, no meu entender, foram uma tentativa desastrosa de prender o leitor e caiem mesmo na “badalhoquice”.

 

Ainda pensei… se calhar com a expectativa criada acabei por ser exigente quando era suposto ser apenas uma leitura leve e despreocupada. Emprestei-o então a duas pessoas bastante diferentes. O primeiro não passou do 2º capítulo, o segundo leu-o e achou-o fraco com excepção à ideia base do livro e ao início e fim do livro… tal como eu.

 

Um livro que ficou muito aquém das minhas expectativas e antes tivesse perdido o meu tempo e dinheiro em outras leituras.

 

Nota:1/10

 

 

publicado por Sara às 11:38

link do post | comenta | vê os comentários (3) | adiciona aos favoritos
Sábado, 25 de Setembro de 2010

Ódio

 

 

Autor: David Moody

Editora: Editorial Presença

Ano de Edição: 2010

Título Original: Hater

Tradução: Saul Barata

ISBN: 978-972-23-4421-0

N.º Pág.: 261

 

 

 

“Todos os dias, Danny McCoyne sai de casa para um emprego que apenas tolera por ter de assegurar a sua sobrevivência e a da sua família. Mas em breve este homem vai descobrir o que verdadeiramente significa sobreviver. De um momento para o outro, começam a ocorrer um pouco por toda a parte cenas de violência extrema. Sem que ninguém saiba explicar porquê, qualquer transeunte normal pode tornar-se de repente um assassino impiedoso que ataca aleatoriamente. À medida que esta estranha epidemia vai alastrando, Danny sente-se na obrigação de proteger a família – mas como quando já não pode confiar em ninguém, incluindo em si próprio…?”.

 

Ódio retrata o declínio da sociedade face a uma epidemia que se alastra de forma, aparentemente, aleatória, no espaço de cerca de uma semana e meia.

 

Ao abrir este livro somos logo confrontados com um episódio bastante chocante, sem uma explicação plausível, no qual um homem ataca uma mulher de oitenta anos, no meio de uma rua, com um guarda-chuva, espetando-o na sua barriga até que a mesma morre. Logo de imediato, o mesmo homem vira-se contra outras pessoas que o rodeiam. Sobre a origem destes ataques, apenas sabemos que é o potencial assassino que se sente ameaçado e que, em pânico, mata para não ser morto.

 

A personagem principal, Danny, vai descrevendo num registo diário a sua vida familiar, a saturação perante a sua supervisora, Tina, e os violentos ataques a que vai assistindo. Inicialmente pensa-se ser mais uma onda de violência mas rapidamente apercebe-se da evolução catastrófica da situação.

 

Ao longo do livro, a separação entre a narração de Danny e os casos de violência que vão ocorrendo vai-se esbatendo até que o mal entra em sua própria casa.

 

Nunca tinha lido nenhuma obra que se inserisse neste género literário nem nunca me tinha ocorrido adquirir um livro dentro deste estilo. Revelou-se num género que me atrai, li este livro em dois ou três dias e a velocidade de leitura foi aumentando com o virar de página, acompanhada por um nível de tensão e suspense cada vez maior.

 

A escrita de Moody é muito simples e corrida, algo que não aprecio tanto, mas a intensidade com que descreve os momentos de novos ataques é surpreendente.

 

Porém, à chegada da página final, fiquei um pouco desapontada... claro que é o primeiro livro de uma trilogia e que, provavelmente, muitas das minhas dúvidas serão explicadas nos próximos livros mas, de qualquer forma, penso que o autor podia ter desenvolvido aquilo que está na origem deste mal. A razão é-nos dada mas não explicada.

Para quem procura uma leitura mais empolgante, aconselho!

 

Aproveito ainda para agradecer à Editorial Presença que me disponibilizou este livro e que, sem querer, me entusiasmou na descoberta deste género literário. Obrigada!

 

Be.

 

P.S: E cá aguardo por mais! =D

publicado por Sara às 17:46

link do post | comenta | adiciona aos favoritos

.subscrever feeds

.pesquisa aqui!

 
Sugestões? Parcerias? Escreve-me para: as23horas@gmail.com

.últ. comentários

Olá..Sou do Brasil...e estou procurando desesperad...
Fiquei curiosa, especialmente com o primeiro :)
O do Tiago Rebelo tem sido um sucesso. Vale a pena...
Olá *-* Ando à procura de blogs de Portugal com qu...
Adorei o blog e as avaliações. Bom, eu escrevo con...
gostei do blog. quando puder dá uma conferida no m...
Terminei este livro anteontem e ainda estou sob o ...
o último segredo... http://www.youtube.com/watch?...
Que pena que Susanna Tamaro não tenha passado pelo...
Perfeito!Aguardo o seu comentário no meu blog:este...

.links

.arquivos