Segunda-feira, 28 de Dezembro de 2009

NeverWhere

“Gaiman representa Londres não só como uma cidade mas como duas, a Londres-de-Cima e a Londres-de-Baixo. São dois mundos que coexistem, e se ignoram, articulados por uma única estrutura ordenada: a rede do metropolitano. (…) A um mundo de aparente racionalidade contrapõe-se um outro, insuspeitado, com as suas próprias leis, habitado por personagens bizarras, encerrando perigos e maravilhas. (…) Esta fantasia urbana, thriller psicológico (será sempre algo mais) é Gaiman no seu melhor, brilhante, cheio de espírito, sublime de inspiração, resplandecente de humor e graça, mesmo quando é assustador”

 
“NeverWhere” foi a última leitura que conclui em 2009 e posso dizer que acabei em grande, foi uma das minhas leituras preferidas!
 
No género fantástico sou uma leitora principiante e dos poucos que li, com excepção de “Danças na Floresta” de Juliet Marrillier, o primeiro que li dessa escritora, nada me tinha chamado a atenção.
 
Já “NeverWhere” prendeu-me desde o início. Começamos por conhecer Richard, na sua festa de despedida na noite de véspera de mudança para Londres onde lhe esperava o seu novo trabalho na área dos seguros. E é precisamente durante essa festa, num intervalo em que Richard sai do pub para apanhar um pouco de ar fresco que nos apercebemos que a sua mudança para Londres não é uma simples mudança, Richard encontra uma misteriosa velha que o aconselha a tomar conta de si próprio e a estar atento a portas, depois de lhe ler a palma da mão.
 
E é em Londres que Richard conhece Door, uma rapariga fugitiva que ele encontra estendida sobre o passeio, suja, ferida e a sangrar. Ao contrário de Jessica, a noiva de Richard com prioridades algo trocadas, que passou sobre o vulto que jazia no chão, ignorando-o, Richard socorreu imediatamente Door, acabando por levá-la para casa e abandonando Jessica, que o colocou entre a espada e a parede.
 
A preocupação de Richard por Door, a ajuda prestada, tornou-se no seu pesadelo. Da noite para o dia, Richard tornou-se invisível no mundo que conhecemos. Começa por ser visitado por duas sinistras criaturas, Mr. Vandemar e Mr. Croup, assassinos da Londres-de-Baixo que perseguem Door, tornando-se agora também Richard num fugitivo. Sem outra solução, Richard acompanha Door a Londres-de-Baixo, um mundo onde as paragens de metropolitano escondem as personagens mais caricatas que possam imaginar, onde as ratazanas interligam ambos os mundos e ajudam, juntamente com Richard e outras duas importantes personagens desta história, Door na sua causa: procurar o anjo Islington que a ajudará a descobrir quem aniquilou a sua família.
                                      Ilustração de Marc Brownlow
 
Adorei a escrita que me prendeu, as personagens e o enredo da história. A descrição das diferentes criaturas de Londres-de-Baixo está de tal forma conseguida que imaginamo-las como se existissem de facto. Nesta leitura esperam-nos várias surpresas e mostra como nem tudo o que aparenta ser é-o de facto.
Há aventura, mistério, amor, desilusão, traição e terror, tudo q.b.
 
publicado por Sara às 18:25

link do post | comenta | adiciona aos favoritos
6 comentários:
De Maria João a 3 de Janeiro de 2010 às 15:24
Não vou exactamente comentar o post, porque não conheço o livro apresentado. Vim só desejar Feliz 2010 e manifestar o meu agrado por o meu blogue constar na tua lista. Beijinhos. Maria João
De Sara a 3 de Janeiro de 2010 às 19:24
Olá Maria João!
 
Desejo-te também um Feliz 2010 Image
 

Claro que tenho o teu blog na minha lista e agora, espero que com mais tempo, venha também a comentar nele!

Beijinhos

Comenta

.subscrever feeds

.pesquisa aqui!

 
Sugestões? Parcerias? Escreve-me para: as23horas@gmail.com

.últ. comentários

Olá..Sou do Brasil...e estou procurando desesperad...
Fiquei curiosa, especialmente com o primeiro :)
O do Tiago Rebelo tem sido um sucesso. Vale a pena...
Olá *-* Ando à procura de blogs de Portugal com qu...
Adorei o blog e as avaliações. Bom, eu escrevo con...
gostei do blog. quando puder dá uma conferida no m...
Terminei este livro anteontem e ainda estou sob o ...
o último segredo... http://www.youtube.com/watch?...
Que pena que Susanna Tamaro não tenha passado pelo...
Perfeito!Aguardo o seu comentário no meu blog:este...

.links

.arquivos