Sexta-feira, 31 de Julho de 2009

O Conde de Monte Cristo

“O jovem sonhador, honesto e também destemido marinheiro Edmond Dantès vê-se injustamente privado da liberdade.

Os planos para se casar com a mulher que ama são destruídos. Traído mesmo pelo seu melhor amigo, o jovem é condenado fraudulentamente a uma dura pena de 13 anos numa horrenda prisão da ilha do Castelo de If.
Ajudado por outro preso, Dantès consegue, no entanto, fugir da prisão e transformar-se num misterioso e riquíssimo Conde de Monte Cristo.
Astuto e cruel, o Conde de Monte Cristo convive com a aristocracia francesa e destrói, um por um, todos os que o traíram e mantiveram preso.”
 
Este livro é um grande clássico, foi escrito por Alexandre Dumas (pai), romancista francês, que escreveu também “Os Três Mosqueteiros” e lançado em 1844.
 
O livro conta a emocionante história de Edmond Dantès desde os seus tempos de marinheiro. Por inveja, Dantès ganha três inimigos que acabam por implicá-lo na traição ao seu rei, Luís XVIII, sendo cúmplice de Napoleão Bonaparte, sendo, por isso, preso durante 13 anos na prisão do Castelo da Ilha If, injustamente.
Mais tarde, quando foge da prisão, toma a identificação do Conde de Monte Cristo e um grandioso tesouro que lhe foi dado por um amigo de cela, o Padre Faria. A partir daqui, assistimos a uma vingança, muito bem estruturada, dos seus três inimigos que, para além de serem responsáveis pela sua injusta prisão, acabam por ser também responsáveis pela morte do seu pai e pela perda da sua noiva, consequentes da sua prisão.
Enquanto li esta aventura, visualizei um exímio jogador de xadrez, ponderando cuidadosamente as suas próximas jogadas, prevendo todos os possíveis movimentos e ataques dos inimigos e antecipando-se a todos eles, ora evitando-os, ora confundindo-os e manipulando-os. Mas não pensem que Dantès se transforma apenas em alguém frio e calculista, ele ajuda também quem ficou do seu lado, quem ajudou os seus amigos e nem sempre tem a certeza se deve ir tão longe na sua vingança!
 
A ilha de Monte-Cristo é uma ilha italiana, situada no Arquipélago Toscano, foi nela que Alexandre Dumas se inspirou para o cenário deste romance.

 

 

publicado por Sara às 12:36

link do post | comenta | adiciona aos favoritos
|
5 comentários:
De guiga a 31 de Julho de 2009 às 17:04
Adoro o filme!
*.*
De Sara a 31 de Julho de 2009 às 19:13
Eu já vi o filme há algum tempo mas lembro-me de também ter adorado. Foi mesmo por essa razão que decidi ler o livro! Agora tenho de rever o filme, vai ficar para a próxima semana! 
De WhiteLady3 a 31 de Julho de 2009 às 22:05
Eu adoro este livro. Li-o pela primeira vez há uns anos e "reli-o" em áudio-livro no início deste ano. É simplesmente belíssimo!

Também imaginei Dantès como um verdadeiro génio do xadrez, ou um brilhante chefe militar, que via tudo correr conforme planeado... Magnífico!
De Sara a 2 de Agosto de 2009 às 13:03
Obrigada pela tua visita e pelo teu comentário!

De Iceman a 3 de Agosto de 2009 às 14:07
Este foi, durante muitos anos, o livro da minha vida.

Já o li 3 vezes e tenho em duas edições diferentes, uma delas rara de 1947 (um dos meus tesouros literários).

É uma das grandes obras da literatura, sem dúvida!

Comenta

.subscrever feeds

.pesquisa aqui!

 
Sugestões? Parcerias? Escreve-me para: as23horas@gmail.com

.Estou a ler:

.últ. comentários

Olá..Sou do Brasil...e estou procurando desesperad...
Fiquei curiosa, especialmente com o primeiro :)
O do Tiago Rebelo tem sido um sucesso. Vale a pena...
Olá *-* Ando à procura de blogs de Portugal com qu...
Adorei o blog e as avaliações. Bom, eu escrevo con...
gostei do blog. quando puder dá uma conferida no m...
Terminei este livro anteontem e ainda estou sob o ...
o último segredo... http://www.youtube.com/watch?...
Que pena que Susanna Tamaro não tenha passado pelo...
Perfeito!Aguardo o seu comentário no meu blog:este...

.links

.arquivos