Domingo, 26 de Julho de 2009

O Rapaz do Pijama às Riscas

 

“Ao regressar da escola um dia, Bruno constata que as suas coisas estão a ser empacotadas. O seu pai tinha sido promovido no trabalho e toda a família tem de deixar a luxuosa casa onde vivia e mudar-se para outra cidade, onde Bruno não encontra ninguém com quem brincar nem nada para fazer. Pior do que isso, a nova casa é delimitada por uma vedação de arame que se estende a perder de vista e que o isola das pessoas que ele consegue ver, através da janela, do outro lado da vedação, as quais, curiosamente, usam todas um pijama às riscas. Como Bruno adora fazer explorações, certo dia, desobedecendo às ordens expressas do pai, resolve investigar até onde vai a vedação. É então que encontra um rapazinho mais ou menos da sua idade, vestido com o pijama às riscas que ele já tinha observado, e que em breve se torna o seu melhor amigo…”
 
O tema desta leitura é bastante complexo já que se desenrola pela altura da Segunda Guerra Mundial e trata do holocausto. A acção começa em Berlim, Alemanha, mas por pouco tempo já que Bruno, a personagem principal, acompanhado pela sua família é forçado a mudar-se para a Polónia, para uma casa praticamente anexa a um campo de concentração. Por ser uma leitura juvenil, o tema não é tratado de forma exaustiva mas não deixa de perturbar o leitor. Aos poucos conhecemos Bruno, a sua irmã, pais e avós, e as diferenças na vida de Bruno antes e depois da mudança. Após a profunda tristeza sentida por Bruno por deixar os seus amigos em Berlim, acaba por fazer um amigo, às escondidas, através da vedação de arame que contorna o campo de concentração. Bruno sente que não pode revelar a sua amizade, que os seus pais não irão aprovar, mas não tem consciência daquilo que se passa à sua volta e do perigo que corre.
 
A história faz-nos pensar sobre todas as vidas massacradas, todas as famílias destruídas pelo maior assassino de sempre, Hitler, e como pode haver, ainda nos dias de hoje, em pleno século XXI, tanto ódio baseado apenas em cor de pele, preferências sexuais, etc.
 
Custou-me bastante chegar ao final do livro, não queria nada que esta leitura acabasse, pelos menos tão cedo. Adorei tudo no livro e aconselho-o, vivamente, para uma leitura de Verão!
 
 
 
Nota: Este livro de John Boyne foi alvo de bastantes críticas, houve uma chamada de atenção quanto à improbabilidade de existir uma criança num campo de concentração já que todos aqueles que não tinham força para trabalhar eram imediatamente mortos, como a possibilidade de existência de um filho de um oficial Nazi, neste caso papel interpretado por Bruno, sem perceber o que se passava à sua volta, pois o cheiro da morte nos campos alcançava quilómetros em torno dos campos e sem saber o que significava a palavra “judeu”.
 
 
sinto-me: os livros trazem sp emoções!
publicado por Sara às 00:28

link do post | comenta | adiciona aos favoritos
|
10 comentários:
De guiga a 28 de Julho de 2009 às 09:24
Eu vi o filme há um tempo atrás.
E marcou-me!
Quanto às críticas, ok, pode até ter as suas impossibilidades, mas a excepção à regra existe!
*.*
De Sara a 28 de Julho de 2009 às 13:37
Esta leitura foi inesquecível e lembro-me de ter lido críticas muito boas em relação ao filme! Ainda não o vi, mas depois desta leitura, tenho de o ver!!! 


Beijinhos!
De Maria João a 13 de Agosto de 2009 às 16:21
Não é obrigatório que essas duas crianças tivessem existido para que nós possamos "ver" o mundo das duas. Infelizmente, por motivos alheios à minha responsabilidade, como se costuma dizer, não li o livro de fio a pavio, li por alto no pedaço de tempo que o tive nas mãos, mas gostei do que li e o seu comentário, combina com o que eu senti ao ler aqueles trechos. Beijinhos. Maria João
De Sara a 14 de Agosto de 2009 às 10:51
Obrigada pela tua visita e comentário, Maria João!

Beijinhos!
De Joana Esteves a 25 de Novembro de 2009 às 16:45
Boas,
Ainda não vi o filme, mas fiquei muito interessada no livro. Poderá ter sido improvável a existência de crianças, o que torna a história ainda mais especial ao explorar a mente destas num cenáro tão terrorifico como este.
Cumps.
Zervana
De Sara a 28 de Novembro de 2009 às 17:09
Também ainda não vi o filme! Mas se a adaptação estiver bem feita, deve ser muito tocante!

Obrigada pela tua visita e comentário!
Volta sempre!

Beijinhos,
Be.
De Ines a 17 de Fevereiro de 2010 às 15:57
Esta história choca mesmo ... Quando vi o filme só chorei e agora que quero ler o livro nao o encontro ... Sou seguidora :)
De Sara a 18 de Fevereiro de 2010 às 14:10
Já tentaste nas bibliotecas? Eu requisitei-o, já não me lembro é se foi em Lisboa ou em Sesimbra.

Visitei ontem o teu blog e estás a ler um livro que já tentei ler mas acabei por fazer uma pausa a meio e desde então nunca mais lhe peguei... Tinha expectativas muito altas. FIco à espera que o termines para ler a tua opinião
De Ines a 28 de Fevereiro de 2010 às 22:15
Olá Be. !

Se o livro a que te referes é " A Cabana" também como tu fiz uma pausa na leitura, não suportava mais aquela leitura, tem a explicação no meu blog , se quiseres consultar..
Quanto ás bibliotecas , é-me impossivel ir á biblioteca de Lisboa ou Sesimbra pois sou de Santa Maria da Feira, mas vou passar a pente fino as bibliotecas daqui ...
Beijinho :)
De Sara a 1 de Março de 2010 às 20:54
Sim, foi a Cabana que também interrompi.

Entretanto já deixei post no teu blog e gostava, se não for impertinente, que me contasses mais um pouco do que aconteceu. Se quiseres fala cmg por e-mail! izzie@sapo.pt

Comenta

.subscrever feeds

.pesquisa aqui!

 
Sugestões? Parcerias? Escreve-me para: as23horas@gmail.com

.Estou a ler:

.últ. comentários

Olá..Sou do Brasil...e estou procurando desesperad...
Fiquei curiosa, especialmente com o primeiro :)
O do Tiago Rebelo tem sido um sucesso. Vale a pena...
Olá *-* Ando à procura de blogs de Portugal com qu...
Adorei o blog e as avaliações. Bom, eu escrevo con...
gostei do blog. quando puder dá uma conferida no m...
Terminei este livro anteontem e ainda estou sob o ...
o último segredo... http://www.youtube.com/watch?...
Que pena que Susanna Tamaro não tenha passado pelo...
Perfeito!Aguardo o seu comentário no meu blog:este...

.links

.arquivos