Terça-feira, 23 de Fevereiro de 2010

O Estranho Caso do Cão Morto

 

Autor: Mark Haddon
Editora: Presença
Ano de Edição: 2007
Título Original: The Curious Incident of the Dog in the Night-Time
Tradução: Sílvia Serrano Santos
ISBN: 978-972-23-3056-5
N.º Pág.: 233

 

 

 

 

“Christopher Boone é o narrador deste magnífico romance, tem apenas 15 anos e sofre de autismo. Christopher possui uma memória fotográfica, é excelente a Matemática e a Ciências, mas o que mais lhe custa compreender é <<tão-somente>> a espécie humana. Detesta o amarelo e o castanho e ser tocado por alguém. Sozinho, nunca havia ido mais longe do que ao final da rua, isto até encontrar o cão da sua vizinha morto, no meio do jardim, com uma forquilha atravessada. Este assassinato despertá-lo-á para uma longa odisseia que o irá ajudar a descobrir qual o seu verdadeiro papel no mundo.”

 
Em “O Estranho Caso do Cão Morto”, através da mente de Christopher, acompanhamos o dia-a-dia de uma criança autista, assim como a forma como interpreta o mundo e as dificuldades com que se vê confrontado. Tudo começa quando Christopher encontra o caniche da sua vizinha, Mrs. Shears, morto no quintal, atravessado por uma forquilha. Mrs. Shears ao deparar-se com o seu cão ensaguentado nos braços de Christopher chama a polícia, tornando-se num dos principais suspeitos e acabando por ser preso quando, após o polícia lhe tocar, o atinge violentamente. Após a caução ser paga, Christopher mantém a sua investigação quanto à morte do cão, apesar de Ed, o seu pai, o proibir.
O livro vai alternando entre a investigação de Christopher e pormenores da sua vida e os seus encontros com Siobhan, sua professora e amiga, que lhe vai explicando da forma mais simples possível os comportamentos das pessoas que o rodeiam.
 
Mark Haddon, autor inglês, provavelmente por ter trabalhado com crianças autistas consegue, de forma inteligente, através de uma forma muito simples de escrita – é Christopher que nos conta tudo na primeira pessoa - fazer com que o leitor percepcione o mundo, tal como Christopher o sente, de uma forma elucidativa e brilhante.
O autor explora as consequências da quebra de confiança numa relação, a náusea sentida por um autista perante a quantidade de informação que é apreendida sempre que conhece um novo espaço, o caos mental que se instala quando se encontra entre uma multidão.
 
Tocando num assunto tão complexo e delicado, o autor através do seu sentido de humor também conseguiu imprimir um lado engraçado nesta história – foram várias as vezes que me ri à gargalhada. Por outro lado, ao observarmos as pessoas pelos olhos de Christopher apercebemo-nos da complexidade dos seres humanos.
 
A força para enfrentarmos os desafios que vão surgindo nas nossas vidas é a mensagem final desta história.
 
 
Pontuação: 9/10
 
Curiosidade: Este livro ganhou o Prémio “Whitbread Book of the Year” em 2003, o Prémio “Commonwealth Writers’ Prize” em 2004 e o “British Book Award/2004” nas categorias Ficção Literária e Livro Juvenil do Ano.

 

publicado por Sara às 23:48

link do post | comenta | adiciona aos favoritos
|
2 comentários:
De Ana C. Nunes a 24 de Fevereiro de 2010 às 18:02
Parece um livro muito bom, com um tema que não se vê muitas vezes em livro.
Gostei muito da opinião.
De Sara a 28 de Fevereiro de 2010 às 02:22
Obrigada Ana!

Eu adorei o livro e sobre crianças com temas relacionados ainda só conhecia os da Torey Hayden mas nesse caso são retratadas vidas reais, o impacto é muito diferente.. Já chorei bastante com "ela"..

Comenta

.subscrever feeds

.pesquisa aqui!

 
Sugestões? Parcerias? Escreve-me para: as23horas@gmail.com

.Estou a ler:

.últ. comentários

Olá..Sou do Brasil...e estou procurando desesperad...
Fiquei curiosa, especialmente com o primeiro :)
O do Tiago Rebelo tem sido um sucesso. Vale a pena...
Olá *-* Ando à procura de blogs de Portugal com qu...
Adorei o blog e as avaliações. Bom, eu escrevo con...
gostei do blog. quando puder dá uma conferida no m...
Terminei este livro anteontem e ainda estou sob o ...
o último segredo... http://www.youtube.com/watch?...
Que pena que Susanna Tamaro não tenha passado pelo...
Perfeito!Aguardo o seu comentário no meu blog:este...

.links

.arquivos